Escola Santana expõe projeto de Agricultura Familiar Sustentável na 40ª Expointer

Foto: Luciana Fagundes


A Escola de Ensino Médio Santana, localizada no 2º distrito de Antônio Prado, foi uma das escolas do Estado selecionada para exporem trabalhos na 40ª Expointer, ocorrida de 30 de agosto a 03 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A escola apresentou o “projeto de Agricultura Familiar Sustentável,” através do aluno Josias Camatti e pela Professora Raquel Zaccaria.

O objetivo do projeto foi de repassar conhecimentos dentro das áreas de aprendizagem e relacioná-los com o seu cotidiano. Aplicando na escola e em casa técnicas de cultivação, cuidados, e saberes desconhecidos, em prol de si e da comunidade. Buscou resultados de incorporar na merenda escolar produtos produzidos pelos próprios alunos na horta da escola e elaborou um material educativo sobre o trabalho com plantas medicinais. Mas não foi somente esse o envolvimento neste projeto. Com isso, a escola mostra-se positiva e dinâmica quando o assunto é agricultura. Os professores ressaltam que a forma como é desenvolvido o projeto, é um meio de desenvolver a interdisciplinaridade, sendo que os professores utilizam das práticas agrícolas para trabalhar disciplinas voltadas a ciências humanas e naturais (através de estudo de solo e adubação), matemática (através de medidas e planta baixa do local), natureza através do estudo sobre as plantas, linguagens (através da produção de folders), além de desenvolver a educação dos alunos com limpezas do local, trabalho em conjunto e aplicação das técnicas em casa.

Está não é a única atividade desenvolvida neste ano, está trabalhando o resgate das culturas e de conhecimento da propriedade. Atividade está que tem o acompanhamento da EMATER de Antônio Prado. “Foram desenvolvidas palestras e oficinas sobre plantas medicinais, palestras com o tema conhecendo a propriedade para os alunos e pais que mostrou ideias para serem aplicadas por eles mesmos nas diversas atividades que desenvolvem no meio rural”, destaca a extensionista da Emater Luciana Fagundes. “Desde já, queremos expor nossa imensa admiração perante os professores que não medem esforços em contribuir para a formação qualificada do jovem do campo, e que certamente terá belos frutos colhidos no futuro, como os que já estão colhendo. Com todo esse projeto desenvolvido, e pelo grande respaldo que ele proporciona a toda a comunidade, o projeto foi escolhido e apresentado na 40º Expointer”.



Postagens mais visitadas deste blog

Outubro Rosa: Gelsi Susin enfrentou o câncer de mama com força e fé

Área no Centro de Eventos será destinada a FAP

Tribunal de Justiça declara inconstitucionais emendas da Câmara de Vereadores de Ipê